Vale A Pena Você Se Tornar Microempreendedor Individual?

Por: Fabiano Machado | 215.466 Visualizações | 73 Comentários

Vale a pena se tornar um microempreendedor individual?

Este post vai tirar todas as suas dúvidas sobre o MEI, de uma vez por todas. Preparei um resumo super especial, de fácil entendimento, com explicações simples e diretas sobre o programa de formalização do Micro Empreendedor Individual.

O MEI ou Micro Empreendedor Individual foi criado pelo governo brasileiro, em 2009, com o objetivo de formalizar os pequenos empreendedores como Barbeiros, Ambulantes, Manicures, Autônomos, Mecânicos, Bombeiros, Eletricistas, etc.

Enquanto não existiu o MEI todos estes microempresários trabalhavam na chamada “informalidade”.

“- O que significava isso?”

O governo e prefeituras não sabiam que estes profissionais existiam e não havia nenhum controle sobre suas atividades e, principalmente, sobre seus ganhos e lucros.

Como conhecemos bem o nosso país e governantes, esta foi uma forma de aumentar a arrecadação de impostos de nós, brasileiros.

Se você pensar bem, já são quase 4 milhões de profissionais que se formalizaram desde a criação do programa.

Imagina a arrecadação destes impostos, todos os anos. Pois é, aí está um dos interesses do governo.

Fazendo uma conta bem bruta, seriam:

4 Milhões X R$ 37,00 = 148 Milhões de Reais por mês entrando no caixa do governo.

Quem diz que o governo é bobo?

– Não é mesmo!

De qualquer forma, a formalização pelo MEI também traz suas vantagens para as microempresárias como a contribuição para o INSS e a possibilidade de crescimento pelo fato de receber um CNPJ e poder atender a empresas e não somente as pessoas físicas.

“- Ah, tudo bem, mas ainda não entendi estas vantagens, me explica melhor?”

Claro, estamos aqui para isso. Te ajudar.

Para que serve o MEI – Micro Empreendedor Individual?

microempreendedor-individual

Vamos lá:

Vamos pegar o exemplo do Zé, eletricista, 35 anos, que costuma chamar o Manoel para ser seu ajudante de serviços.

Até o ano passado ele ainda não era formalizado, quer dizer, ele atendia seus clientes no boca a boca (como a gente conhece né!), até criou seus cartõezinhos de visita que costuma distribuir pelos prédios e lojas de seu bairro.

O problema é que o Microempreendedor Individual foi criado em 2009 e, portanto, já se passaram cinco anos sem que o Zé fizesse parte do programa.

Já são 15 anos trabalhando no ramo, mas nem como autônomo ele se registrou. E, no decorrer destes 15 anos o Zé se casou, fez família e algumas dívidas.

Praticamente nunca conseguiu guardar um dinheirinho e nem sequer fez uma previdência privada. Sem contar que ele ainda precisa pagar os serviços de ajudante do Manoel.

Se o Zé tivesse entrado para o MEI em 2009 ele já teria contribuído para o INSS por cinco anos.

Ele e o Manoel, já que o microempreendedor individual pode ter até UM funcionário de carteira assinada.

Isto quer dizer que ele precisaria de mais 30 anos trabalhando para se aposentar e começar a receber o seu INSS.

Maaaaaaaasssssssssssss,

Como o Zé não fez o MEI em 2009, vai ter que trabalhar por mais 35 anos para poder se aposentar oficialmente, pelo INSS, e receber sua renda de aposentadoria. (Isso sem contar com as possíveis mudanças da reforma da previdência)

LEIA TAMBÉM:  Abrir Um MEI Pode Ser Um Erro Gigante (E Você Pode Estar Cometendo Agora!)

Contando que ele já trabalha há 15 anos na informalidade…

Que tristeza, não?

Por não pensar no futuro e não levar a sério a sua profissão, ele vai ter que trabalhar por 50 anos até se aposentar.

Praticamente não vai poder parar de trabalhar!

Sem contar que, se o Zé fica doente, vai deixar de trabalhar e não vai receber nada por isso.

Com o MEI você tem direito ao auxílio doença. Se ficar doente o governo banca o seu tempo em casa (vide lei trabalhistas).

Quando devo me formalizar como microempreendedor individual?

microempreendedor individual

Se você depende exclusivamente do seu negócio próprio, é a sua única fonte de renda e você não pretende mudar isso, formalize-se ONTEM pelo MEI. Você fará contribuições para o INSS que lhe renderão uma aposentadoria menos apertada.

Com o MEI, você também já desconta o imposto de renda todos os meses, ficando com toda a sua situação regularizada.

Você vai trabalhar em paz por bastante tempo. No início de cada ano, você fará uma declaração de imposto de renda, da sua empresa, muito simples, muito mesmo, só para confirmar os seus ganhos durante o ano.

Ela é feita no próprio site do MEI.

Resumindo: Se você sobrevive do seu negócio, neste caso um negócio de lembrancinhas, ele é a sua única fonte de renda, então você DEVE se formalizar com o MEI imediatamente. Apenas tenha cuidado com o motivo pelo qual você vai se formalizar. Eu falo disso neste outro artigo aqui.

Se o seu negócio de lembrancinhas não é a sua principal fonte de renda familiar, mas você quer uma aposentadoria sua no futuro, um complemento para a renda da família, recomendamos, também, que se formalize o quanto antes.

Além da aposentadoria, o MEI conta com auxílio doença e salário maternidade!

No começo do seu negócio esta é a principal vantagem do MEI. Você já estará contribuindo com INSS, para receber uma aposentadoria no futuro.

Qual a importância do CNPJ e Nota Fiscal?

Outro benefício do MEI, que deve ser analisado por você, é o fato de você poder assinar contratos e fornecer os seus produtos para empresas.

Como assim?

Lembra do Zé, eletricista?

Então, certa vez um cliente particular dele, que é dono de uma construtora, o convidou para fazer a instalação elétrica de todos os apartamentos de um novo edifício.

“- Uaauuu! Seria uma excelente oportunidade e um bom dinheiro por bastante tempo.”

Maaaaaaaaasssssssss,

O Zé não pode assinar contrato com a empresa porque não tinha CNPJ, não era autônomo e não emitia nota fiscal.

Oportunidade perdida!

Todas as empresas, formalizadas e sérias, precisam ter todos os registros de suas compras e vendas.

É esse controle que garante o recolhimento de impostos, benefícios e tudo o mais.

Sendo assim, estas empresas precisam receber notas fiscais em suas compras para poder justificar e comprovar os gastos realizados no decorrer do ano.

LEIA TAMBÉM:  Abrir Um MEI Pode Ser Um Erro Gigante (E Você Pode Estar Cometendo Agora!)

Portanto, para as empresas que compram brindes para dar aos funcionários ou para seus clientes, precisam receber a nota fiscal da sua empresa, ao fazer estas compras.

“- E quem pode emitir nota fiscal com CNPJ?”

Isso aí, o MEI.

Se você estiver formalizada, já terá um CNPJ e poderá fazer aqueles bloquinhos de nota fiscal, com os dados do seu negócio.

E assim, começa a vender para outras empresas e com certeza seus lucros aumentam consideravelmente já que os pedidos de empresas costumam ser em grandes quantidades.

Maaaaaaasssssssssss,

Antes de se empolgar e pensar no atendimento a empresas e grandes vendas, responda as seguintes perguntas para confirmar se você pode fazer isso:

  • Eu quero vender para empresas?
  • Eu tenho capacidade de produzir grandes quantidades? (500, Mil, 2 Mil unidades)
  • Eu já tenho contatos de empresas para oferecer meus produtos?
  • Os meus produtos atendem o mercado de brindes empresariais? (Leia nosso artigo sobre a diferença em brindes e lembrancinhas.)
  • Eu tenho capacidade de embalar e entregar grandes quantidades?

Se a reposta for “NÃO” em alguma destas questões, então esqueça a venda para empresas e mantenha o foco no seu mercado e seus clientes particulares, chamados “Pessoa Física” ou PF.

Eventualmente você poderá fazer vendas para empresas menores, com quantidades razoáveis, desde que você entre em acordo sobre prazos e entregas. Isso é muito importante.

Até onde posso ir como Micro Empreendedor Individual – MEI?

Ao se registrar como MEI você concorda que fatura, no máximo, 60 mil reais por ano.

Quer dizer, temos uma margem de ganhar até 5 mil reais por mês e ainda continuar na categoria do MEI.

Depois disso (e você vai chegar lá!) vem as classificações de Micro-Empresa, Pequenas e Médias Empresas, Etc.

Lembrando que são 5 mil reais mensais na média. Você pode, por exemplo, faturar 2 mil em um mês e 8 mil no mês seguinte.

O importante é fechar o ano abaixo dos 60 mil reais.

E, outro detalhe importante, se você entrar para o MEI no meio do ano, por exemplo em Julho, os ganhos serão proporcionais.

Quer dizer, o seu limite será somente de 6 meses. Ao invés do máximo de 60 mil reais, o seu limite naquele ano será de 6 x 5 = 30 mil reais.

Ao se registrar como MEI, seu único custo mensal será de R$ 37,20.

“- Só isso, mais nada!”

Se este valor não pesar no orçamento do seu negócio, então formalize-se!

Você ainda pode se cadastrar em duas atividades, uma principal e uma secundária. Nós, quado fizemos o MEI, optamos por “Comércio varejista de artigos de papelaria” e na secundária “Comércio varejista de suvenires, bijuterias e artesanatos”.

O MEI é rápido, você faz na hora, e já recebe o seu CNPJ em questão de minutos.

A partir deste momento você já é considerada uma EMPRESÁRIA, oficialmente.

Então, vale muito a pena.

E aí, ainda tem alguma dúvida sobre o Microempreendedor Individual?

Compartilhe conosco abaixo e faremos de tudo para tirar suas dúvidas! Comente.

Quem Escreve Pra Você?

Fabiano Machado
Sou o Fundador do projeto "Como Fazer Lembrancinhas" e dedico grande parte do meu tempo para criar conteúdos que possam te ajudar a montar o seu negócio lucrativo de lembrancinhas, em casa. Professor da "Academia do Photoshop", Engenheiro e Empreendedor. Conte comigo!

71 Comentários em "Vale A Pena Você Se Tornar Microempreendedor Individual?"

  1. Ola, eu trabalho com películas de unhas e joias de unhas, trabalho em minha propria casa, em um quarto separado somente para isso, tem algum problema? eles tem que vir visitar o local ou algo do tipo? Quero virar mei para ter acesso a valores mais em conta dos produtos que uso que geralmente só é dado para quem tem cnpj e tbm poder fornecer meu produto em cosmeticos e mercados que exigem cnpj…

  2. Átila Felipe | 28/07/2017 at 10:22 pm | Responder

    Belo artigo, tenho algumas dúvidas: Se eu aderir ao MEI, posso fazer o cancelamento quando quiser? Eu trabalho com carteira assinada, há algum problema? E por eu trabalhar com carteira assinada e contribuir no INSS, há alguma vantagem em migrar pro MEI?

    Att,

    • Átila, são duas coisas diferentes. Você pode ter os dois sim, o único inconveniente (e aí depende de cada caso) é que no caso de ser demitido, por ter o MEI, a pessoa perde o direito de receber o seguro-desemprego (veja isso certinho). Quanto a trocar a CLT pelo MEI não consigo te dar esta opinião, já que depende de toda uma análise do seu caso. Apenas você poderá tomar esta decisão. Espero ter ajudado.

  3. Edson J. dos Santos | 07/07/2017 at 4:16 pm | Responder

    Posso não emitir nota fiscal sendo um MEI se não presto serviço a empresas?

  4. Olá! Tenho um Brechó de roupas novas e seminovas,e tb vendo bijuterias novas.Em que categoria se enquadra? E o local fica na rua principal.Vou precisar de álvara,pois logo os fiscais aparecem rsrs.Como ficaria nesse caso? O custo mensal aumenta ou é o mesmo.E também,no momento não vendo 5mil mensal.
    Desde já agradeço.

  5. Boa noite me chamo Isabel, gostaria de saber o seguinte eu dou aula de informática particular para terceira idade na casa do cliente a 7 anos. É vantagem para eu fazer o MEI? Outra pergunta eu teria que ter um alvará?
    Onde eu tenho que ir para fazer o MEI?

    • Isabel, é vantajoso ter o MEI pra que você tenha alguns benefícios e não trabalhe apenas por trabalhar. Você faz o MEI direto em casa, pela internet. É interessante buscar uma ajuda de um posto do Sebrae pra te orientar quanto a sua especialidade, em que atividade você se enquadra e a questão do alvará, que eu acredito não precisar já que sua atividade não é em local próprio.

  6. Esclareceu bastante! Mas gostaria de saber em qual categoria eu me encaixaria pois trabalho com personalizados?
    Ótimo artigo e recomendo a todos

  7. Obrigado! Fabiano. Dicas muito importantes, mas preciso tirar algumas dúvidas:
    1) Somos um casal que estamos nos afastando dos nossos serviços e temporariamente vamos trabalhar por conta própria até abrir o próprio negócio com auxilio do SEBRAE. Especificadamente um trabalhará com Uber (Temporariamente) e o outro como prestador de serviços de Diagramação e Designer Gráfico (Temporariamente). Pensamos em abrir cada um o MEI por motivo de lançarmos os nossos dados no ajuste anual do IRPF, sempre declaramos os nossos ajustes anuais com o Informe de Rendimentos em nossas devidas categorias, e agora?
    2) Lemos que a partir do MEI vou ter o meu informe anual para informar no IRPF. Correto?
    3) Pensamos inicialmente em preencher o Carnet Leão para informar os nossos rendimentos. Mas em alguns vídeos, especialmente no caso do Uber, Cabify e 99Pop, os gastos com DARF serão muito maiores. O que você acha?
    Muito obrigado desde já.

  8. Olá eu trabalho com Alimento (saladas), e queria um CNPJ para conseguir aceitar cartão refeição,
    me inscrevendo pelo MEI eu poderia fazer isso? Tenho que entrar em contato com a Prefeitura do meu Município pra saber se eu posso realizar esse tipo de venda? no caso faço a salada na minha própria casa.

  9. João Carlos | 20/03/2017 at 8:17 pm | Responder

    Bom tenho ideia de montar minha empresa que vai fazer trabalhos do tipo lavar caixa d’água gostaria de saber se é bom eu fazer​ um MEI

    • João, para começar o seu negócio acho interessante sim, pois vai te permitir a emissão de notas fiscais, ampliando as possibilidades de expansão do seu serviço. Recomendo que você busque também um posto do Sebrae para te orientar melhor. 😉

  10. Patricia Sachs | 15/03/2017 at 3:29 pm | Responder

    Esclareceu muito bem do que se trata. Eu estava em dúvida, mas depois de saber que o MEI também me resguarda de auxílio doença e me concede INSS, com certeza vou aderir. Obrigada! Ajudou demais! 🙂

  11. Ana Paula Gregorini | 07/03/2017 at 10:25 am | Responder

    Olá,gostaria de parabenizar pela forma clara que tens tirado nossas dúvidas. Porém minha dúvida é o seguinte: trabalhei fichada por 8 anos,contribuindo,depois virei autônoma e trabalhei em um salão por 3 anos e comecei a pagar inss.. Porém agora sai do salão e começarei a atender em uma sala em minha residencia.. e tenho achado o valor que pago pro INSS meio pesado..Queria mudar.. Só não sei o que vale mais a pena..Fazer um meio ou fazer uma previdência privada.o que você me indica? E para parar de pagar aquele valor que contribuo a 3 anos no inss..Como faço? Tenho que ir até o INSS e cancelar?

  12. Ola, ootimo artigo, me esclareceu bastante duvidas!!

    Eu Ja trabalho com ilustracao 3D, e recentemente tive oportunidade de fazer trabalhos para uma empresa fora do brasil, porem ela precise q eu tenha uma conta empresarial em banco para poder me pagar etc. Entao pensei em abrir um MEI, para ficar tudo certinho. Minha renda com esta empresa pelo mei seria de aproximadamente 3.000 por mes. Vale a pena???

  13. Arnaldo Henrique | 03/03/2017 at 8:30 pm | Responder

    Boa noite! Ótimas informações, parabéns!
    Sou professor e gostaria de iniciar um pequeno negócio (distribuidora) em minha cidade. Comentaram comigo que mesmo que eu não abrisse meu negócio ou vendesse um pouco somente, já seria vantajoso eu virar um MEI devido aos benefícios, principalmente a aposentadoria (INSS). No entanto, como sou registrado como professor (minha principal profissão e fonte de renda), eu já contribuo com o INSS. Compensaria mesmo? O que eu teria de vantagem em contribuir 2 vezes, ou isso seria um prejuízo para mim? abraço!!

  14. Fabiano Machado, primeiramente seu artigo foi muito esclarecedor.
    Muito Obrigada!

    Gostaria de saber o seguinte: Eu tenho uma loja virtual já faz 1 ano vendendo por mercado livre, site (sem cnpj) e elo7.
    Eu tenho emprego fixo também. Se eu abro hoj meu cnpj, daqui 3 meses acabo sendo desligada da empresa.
    Preciso baixar o cnpj para ter os direitos?
    Como funciona?

    O motivo de eu querer me formalizar, não sei se estou pensando certo:
    Estou vendendo muito bem já mensalmente sem CNPJ, quero poder usufruir do MarketPlace, assim atraio mais clientes.
    Evito também problemas, pq algumas vendas estão ficando altas de produto.

  15. Olá, primeiramente quero parabenizar pelo artigo, muito bom!
    Depois, tirar uma dúvida: o que acontece com o CPF quando a pessoa abre um MEI? Permaneceriam os dois?

    Abraços

    • Nelson, isso mesmo. O MEI se confunde com a Pessoa Física. Você recebe o seu CNPJ que fica atrelado ao seu CPF. E a partir daí, basta trabalhar com seu CNPJ sem problemas. O CPF continua funcionando normalmente. Serão duas “pessoas” diferentes, a PF e a PJ. Sucesso!

  16. OLÁ!!!…OBRIGADO POR PRESTAREM INFORMAÇÕES IMPORTANTES…
    QUERIA SABER O SEGUINTE.

    PERCEBI QUE NEM SEMPRE O QUE FAZEMOS CONSTA NA LISTA DO MEI…VAMOS SUPOR QUE EU POSSA CRESCER E ALÉM DE FOTOGRAFAR EU PASSE A EDITAR VÍDEOS TAMBÉM OU FAZER ALGUMA CRIAÇÃO DE LOGOMARCA ….E AI?? COMO FICA A MINHA SITUAÇÃO??? E SE EU PASSAR A FAZER MAIS LOGOMARCAS DO QUE FOTOGRAFAR…..((( E AGORA MEI??? ))) O QUE QUE EU FAÇO???

  17. Olá,

    Sabe me dizer se existe restrição para virar MEI quando se tem restrição no CPF ?

  18. Boa noite! o MEI mim da um alvará provisório que vale por 180 dias. Como eu devo fazer para ter um alvará definitivo? Tenho uma lan house na “lista de atividades permitida” (proprietário de sala de acesso a internet).

  19. Roberto Castro | 07/08/2016 at 12:15 am | Responder

    Olá. Primeiramente gostaria de parabeniza-los pelo texto tão esclarecedor, muito bom mesmo! Em segundo lugar, gostaria de saber qual seria a melhor opção de registro para o meu negócio (possuo um ateliê onde produzo películas personalizadas para unhas). Seria o mesmo que o de vocês ? Obrigado.

  20. Bom dia.
    Quero abrir um pequeno comercio de moveis metálicos , vendendo por facebook, intagram e Whatsapp. Posso fabricar e vender meus moveis para o cliente final ?
    E eu entraria com comercio mesmo ? , ou industria ,etc.

    Obrigado

  21. jair bezerra luiz | 26/05/2016 at 10:27 pm | Responder

    comprei um caminhao para agregar em uma empresa e a mesma me exigiu a inscriçao no MEI.
    Agora nao sei se valeria a pena pois receberia em torno de 300 a 350 por diaria. Isso me renderia valores variaveis que poderiam ultrapassar os 60 mil anual. Isso poderia me causar algum problema no futuro com o governo ,receita federal etc.
    Lembrando que desses valores ainda seriam retirados custos de combustivel ,manutençao do veiculo entre outros.
    Por favor me ajudem!!!!!!!!

    • Jair, se você vai estourar os 60mil anuais, você já deveria pensar em abrir uma ME, Micro Empresa. Para isso o ideal é você entrar em contato com um contador, explicar a situação e ele vai saber te conduzir pelo caminho certo. Ou melhor, procure primeiro um posto do SEBRAE que eles vão te orientar muito bem também. 😉

  22. Ótimo artigo, porém tenho algumas duvidas. precisa ter contador?? Se caso a pessoal que está fichada seja mandada embora temos que pagar todos os direitos como as outras grandes empresas? E ferias?? 13º ??

  23. Olá, gostaria de saber em qual categoria eu me enquadraria, já que trabalho com personalização de produtos e brindes.

  24. Vinícius Barbosa Lopes | 03/02/2016 at 3:12 am | Responder

    Olá, gostaria de saber se com o MEI é mais fácil conseguir crédito nos bancos, pois ouço falar que é tudo fachada em relação aos isso.

  25. Olá me chamo Rayane estou construindo no meu lote um espaço para trabalhar com unhas e cílios tenho uma dúvida sei que com nome sujo posso me torna um MEI porém tenho uma dúvida se quando eu tiver com o meu cnjp for abri uma conta no banco ou algo assim pelo fato do meu nome está sujo vai sempre impedir de fazer esse tipo de operação?
    Fui me informa sobre a conta mesmo com o CNPJ não consegui abri pelo meu nome, então meu nome sujo vai influência nas atividades do meu CNPJ ?

    • Oi Rayane, infelizmente não conseguiremos te ajudar com este nível de detalhe. Talvez um posto do Sebrae ou mesmo a própria agência bancária consiga te dizer o que é preciso fazer. Desculpe não poder ajudar! 🙁

  26. Muito obrigado pelas informações!!! Oi, tenho uma loja virtual e vendo roupas e acessórios na faculdade, vale a pena?

    • Oi Luciano, sempre vale a pena desde que você queira levar este negócio a sério e progredir com ele. Veja se existe a atividade que se encaixe com o que você faz. No site do MEI tem a lista. Acho que tem sim. Dentro da categoria “VENDEDOR….”. Sucesso.

  27. Sou arquiteta recém formada e presto serviços para algumas pessoas e empresas. Gostaria de saber se poderia me cadastrar no MEI e em qual atividade me encaixaria. Dei uma olhada na lista mas não encontro.

    Obrigada!

  28. Olá tenho uma MEI que está inativa. Gostaria de saber se vale a pena continuar pagando os tributos da MEI por conta do INSS ou se começo a pagar como autônoma. Caso eu dê baixa na MEI pois esteja empregada, esses anos que a tive aberta e paguei os tributos contarão para minha aposentadoria? Obrigada

  29. Se eu compro 3000 em lojas com meu CNPJ, eu tenho que emitir NF para comprovar a saída do meu material? Eu sou obrigada a abrir conta com bancaria com esse CNPJ? Eu preciso de endereço fixo para fazer o Mei?

    • Nayara, a princípio, você não precisa emitir NF quando compra. Você vai solicitar ao vendedor a nota fiscal da sua compra, isto é, você recebe a NF e guarda para ter a justificativa dos seus gastos. Você não precisar informar a ninguém das suas compras como MEI. Apenas guardar as NF que receber para ter documentado.

      Sim, você é obrigada a abrir uma conta bancária com o CNPJ e precisa inscrever um endereço fixo no cadastro do MEI.

  30. NO CASO, QUEM TRABALHA COM LEMBRANCINHAS SE ENCAIXA EM QUE ATIVIDADE TRABALHISTA?

  31. Boa Noite!
    Antes de mais nada quero agradecer por todas essas informações.
    Bom, não ficou muito claro na minha cabeça referente o faturamento, ele tem que ser até 5 mil reais ? Porque eu arrecado menos que esses valor por enquanto, diante disso posso me inscrever no meu? Obrigada!

    • Oi Claudiane, funciona assim: O MEI pode faturar (Faturar = Tudo o que receber) até 60 Mil Reais por ano, independente se é 5 mil por mês ou 2 mil num mês, 6 mil no outro, etc. No total, tem que ser o máximo de 60 mil reais por ano. Caso você abra o seu MEI no meio do ano, este ganho deverá ser proporcional aos meses restantes e não mais 60 mil reais.

      Por exemplo:

      Se você abrir o seu MEI em Julho, você só tem 6 meses até o fim do ano, então, o faturamento máximo daquele ano será de 6 x 5 mil = 30 mil reais naquele ano em que você abriu o MEI.

      Esperamos ter ajudado! 🙂

  32. Olá, gostei muito das informações aqui prestadas, bem estou com interesse em revender roupas/confecções pela internet como ramo principal e como ramo secundário bolsas,calçados e bijouterias, isso é possível? e também gostaria de saber se para me formalizar como MEI tenho que ter o nome limpo?? e se depois de cadastrada como MEI se meu faturamento ultrapassar o limite de 60 mil anual o que acontecerá?? outra dúvida é se assim que me formalizo como MEI já tenho que pagar a taxa mensal ou só quando começar as atividades??

    • Oi Natálya, ter nome limpo nós não sabemos se existe esta condição. Se passar dos 60 mil você precisa analisar a questão para mudar a empresa para outro nível que seria a de micro empresa. A taxa já começa a ser paga no primeiro mês após fazer o cadastro.

  33. otimo texto. recebi uma proposta de uma empresa de cobrança,para trabalhar para eles fazendo cobranças em casa,mas pediram que eu me inscrevesse no mei,tendo meu próprio negócio e prestando serviços para eles. duvida: essa proposta pode dar certo e se encaixa no mei ? o carne começa a pagar logo que se inscreve no mei? é preciso alvará para trabalhar em casa?

    • Venssa, o MEI te dá um alvará sim, mas no momento em que você abre a empresa, pela internet, você já ganha na hora um Alvará provisório, que você imprime, até que receba o definitivo. Procure uma informação mais definitiva no Sebrae da sua cidade.

  34. Olá pessoal, boa noite, minha dúvida seria sobre a declaração anual, eu faria a declaração sob os meus ganhos, mas após fazer isso eu teria que pagar algo p o governo? Tipo 4%sob o lucro, ou 8% sob o lucro, n entendi mto bem disso. E outra coisa, cmo faço p emitir minha nota fiscal? Aquele bloquinh, eu tenho q ir numa gráfica? Vlw galera!

    • William, o MEI só exige o pagamento da taxa mensal de trinta e poucos reais, mais nada. Todo o mês a taxa fixa e pronto. Não tem nada sobre faturamento, nenhum imposto adicional. As notas, acho que você precisa fazer numa gráfica que faça este tipo de trabalho, pois precisa incluir as suas informações como CNPJ.

  35. Olá, belo artigo. Tenho uma dúvida em relação a faturamento, eu trabalho hoje de forma informal fazendo revenda de peças de computadores, porém estava querendo expandir meu negócio abrindo um MEI, porém surgiu a dúvida, por exemplo, eu faço 3000 reais de compras e vendo por 5000 reais (isso durante 12 meses), vou ter um lucro final de 2000 reais, dessa forma estarei no meu limite que é o pré requisito para ser um MEI? ou eu posso vender minhas peças por 8000 reais e ter um lucro final de 5000 reais?

    • Oi Weslei, o seu exemplo é muito bom para entendermos o que é o limite do MEI. Da forma que você colocou, somente a primeira opção estaria dentro do MEI, que é o FATURAMENTO de 5 mil reais por mês, ou 60 mil reais por ano (em 12 meses). Não é relacionado ao Lucro, mas sim ao quanto você fatura, quanto você vende no mês ou no ano. Portanto o limite é de 5 mil reais em vendas, por mês, ou 60 mil reais em vendas por ano.

      Abraços!

  36. Muito bom o artigo! Mais fiquei com uma dúvida em qual atividade deixo me encaixar, pois nas opcoes de atividades nao se encontra “papelaria artigos de papelaria. Qual devo me encaixar? Como artesa de papel??

    • Oi Jessica, você está correta. Vamos aos nomes corretos das categorias que, na nossa opinião, podem ser usadas neste mercado: ARTESÃ DE PAPEL, COMERCIANTE DE PRODUTOS PARA FESTAS E NATAL, PAPELEIRO(A). Todas as categorias ARTESÃ são válidas.

      Ficamos a disposição e obrigado pela contribuição.

  37. Olá, faço lembrancinhas e convites para festas, mas trabalho em casa, com equipamentos simples. Em qual categoria devo me cadastrar no MEI?

  38. Oi , eu trabalho por conta … sou cabeleireira, nao tenho salão .. trabalho para outras pessoas , posso fazer o MEI ou é melhor ir na previdencia e pagar o INSS normal ??

  39. Dúvida mais que esclarecida pra mim! Já estou tomando minhas providências!

  40. Tenho uma dúvida, projetistas mecânicos tem alguma categoria que possam se encaixar como MEI?
    Obrigado pela atenção

  41. Excelente texto, porém, me convém fazer um adendo. Quando resolvi me formalizar através do MEI, fiz algumas pesquisas e acabei descobrindo que só o MEI não é suficiente, é necessário também um alvará da prefeitura para funcionar, mesmo que seja apenas para venda online ( fui no SEBRAE e Prefeitura me informar) e como trabalho em casa e não tenho uma área do meu terreno reservada apenas para isso, não era possível conseguir o alvará. Vocês tem alguma informação adicional sobre isso??

    • Oi Aline, tudo bem? Bom, existe sim esta história de alvará. Quando você imprime aquela primeira declaração, logo depois de se cadastrar no MEI, na declaração existe um texto impresso, informando que a própria declaração já serve como alvará (algo assim). Nós não solicitamos nenhum alvará na prefeitura e trabalhamos durante um ano com esta declaração.

      Vamos investigar mais um pouco e atualizar o nosso artigo com esta informação.

      Obrigado pela contribuição.

  42. Essa declaração anual de ganhos que se faz todos os anos, tem que pagar alguma coisa?
    Ou resumindo vai ser R$ 37,20 mensal durante o ano todo?

  43. Gostaria de saber se para ser me tornar uma mei, preciso ter nome limpo???

    E no meu negócio de lembranças personalizadas trabalhamos em 5 pessoas, todos arcam com despesas e lucros, como fazer nesse caso, ainda posso ser MEI?

    • Olá Magda!
      Bom, não sabemos te dizer ao certo se precisa ou não ter o nome limpo. Acho que não tem este tipo de conferência, pois o seu CNPJ sai imediatamente no site do MEI. Dá uma lida na seção de dúvidas do site do MEI que esta resposta pode estar lá.

      E, para vocês que são 5 pessoas, fica difícil abrir o MEI, já que o máximo permitido é o proprietário e 1 empregado somente.

      Procure saber mais informações sobre como montar uma cooperativa. Talvez seja uma opção!

      Ficamos a disposição.

Comente Aqui!

Seu email não será publicado.


*